Ela

Estava sempre a esperar
Algo bom, belo e grandioso
Chegava até chorar
Ao perceber que era tudo fantasioso.

Idealizava o mundo e a vida
Era tudo imaginação
Na essência, sentia-se querida
No despertar da alegria no coração.

Valorizava o lado positivo de tudo
O que era ruim, reciclava
O amor regia o seu mundo
Mas a solidão a desafiava.

Acreditava na vivência da felicidade
O que fazia da tristeza, um sentimento desconhecido
Sonhava num amor de verdade
Que na alma, ele não fosse esquecido.

Minha esperança!

Deixe uma resposta

error: O conteúdo é protegido!!