Eu sei o que aconteceu

Era uma bela manhã de sábado
Parecia que o sol estava mais radiante
Seu sorriso: uma relíquia, um achado
Minha essência iluminada e brilhante.

Meus gestos buscava os seus em pensamento
Meu desejo a sentia em minha alma
Tua presença era personificada em momento
Teus sussurros, ao ouvido, trazia calma.

De repente, uma misteriosa ligação
Surpreso, meu coração me alertou
Percebeu no rosto, uma aflição
Que a hora da verdade chegou.

Na hora, minha alma personificou
O sentimento de angústia e desamor
Que sem demora, logo, se revelou
Estremecido, estava o nosso amor.

Saiu de mim, sem dizer pra onde
A minha esperança me alertava
No desespero, a  razão me tranquilizava
Mas na realidade: ela se foi e se esconde.

Meus dias foram feitos de mistérios
Destes que não se finda as indagações
No sofrimento, me desespero
Minha vida transformada em decepções.

Ouço relatos que machucam no sofrer
Me apego nas emoções e sensações
Que alimenta a espera sem saber
Se há falta, se há amor ou são ilusões.

EU SEI O QUE ACONTECEU!!!!

Ela

Estava sempre a esperar
Algo bom, belo e grandioso
Chegava até chorar
Ao perceber que era tudo fantasioso.

Idealizava o mundo e a vida
Era tudo imaginação
Na essência, sentia-se querida
No despertar da alegria no coração.

Valorizava o lado positivo de tudo
O que era ruim, reciclava
O amor regia o seu mundo
Mas a solidão a desafiava.

Acreditava na vivência da felicidade
O que fazia da tristeza, um sentimento desconhecido
Sonhava num amor de verdade
Que na alma, ele não fosse esquecido.

Minha esperança!

Idealização

Sublime felicidade, ela sorriu pra mim
Estive num paraíso, uma alegria sem fim
Sobrava no coração, sentimento tão puro assim
Personifiquei na minha alma, essência de jardim.

Queria estar nos seus sonhos ideais
Ter a capacidade de torná-los reais
Ser a tua fortaleza e fonte de paz
Alimentado-o de um amor que te satisfaz.

Meu sonho é tornar o seu realidade
Ser a tua riqueza infinita de felicidade
Ser o teu frio no calor da verdade
E teu calor no frio da saudade.