Meu Jardim Florido

No meu jardim florido
É tudo lindo e enfeitado
Têm borboletas bonitas
E abelhas enxeridas.

No jardim têm muitas rosas
E belas margaridas charmosas
Bonitas violetas grandiosas
Cheiro de Jasmins maravilhosas.

Jardim de pássaros alegres
Flores cativantes e perfumadas
De infinita beleza encantada

Meu jardim querido
Grande de coração bonito
Me deixa repleto de encantos.

Minha Tristeza

Te ver tão perto, sentimentalmente, a mesma distância das estrelas sem fim
Sentir seu cheiro, elegância e formosura em direção contraria a mim
Ouvir a tua melódica voz agindo como calmante, porém, distante
Perceber o seu aceno, confundir e achar que é pra mim, nada garante.

Sonhar está em seus braços n’um amor, mas com a certeza do fim
Acordar e vivenciar a impossibilidade de te ter na realidade
Escrever versos e poemas de amor para retratar uma impossibilidade
Converse-se apenas na contemplação da sua existência em mim.

Dormir sonhando na nossa felicidade, loucamente, fantasiosa
Querer e desejar a eternidade de uma esperança harmoniosa
Amar-te sem te sentir, noite e dia, dias e meses, meses e anos.

Olhar ao meu redor e te procurar personificada em um amor-perfeito
Nada concreto, apenas a abstração do meu sentimento não correspondido
Conforme-me com uma existência verdadeira apenas na minha idealização.

Imaginação

Imaginei estar feliz na vida
Na totalidade da alma
Na sensação vivida
E no coração a calma.

Imaginação pura, porém não condizente
Com a esperança franca
Latejando na essência eminente
Despertando um sentimento de herança.

Como tudo que é imaginação
Logo, revela-se não real
Assim é o meu coração.

Insisto em dribla a solidão
Por meio da imaginação
A realidade fica visível na minha ação.

Meus Sonhos

Quando aquele olhar unificou ao meu
Ficamos apaixonados simultaneamente
Silenciosamente, seu sorriso sucedeu
Estávamos amando inconscientemente.

Desejei que a timidez de mim sumisse
Persistente, não me atendeu, ficou na mente
Ficava noites em claro com a dor da mesmice
Enganei-me ou fantasiei calmamente.

Amava! Amava como nunca antes havia desejado
O tempo ia passando e aquele amor, só aumentando
A cada encontro, alegria e sofrimento eram despertados.

Nas suas atitudes, percebi que estava me negando
Procurei respostas, mas nada me tranquilizava
Sofri, mas nunca imaginaria que seria amando

O tempo passou deixando desilusão e sofrimento
Confesso que entre nós havia um obstáculo
Obstáculo ainda não revelado, pois já estava acordado.

Homem Agricultor


Sou um homem trabalhador e feliz na roça
Carrego o meu chapéu de palha e a carroça
Tenho a alegria de ser sertanejo no coração
As atitudes viajam no caminho da gratidão.

Debaixo de chuva, vou à luta em busca do pão
Desperto-me ao som do cântico do galo choco
Na beleza exaltante do amanhecer, reflito um pouco
Entrego-me a Deus em fervorosa oração.

Assim sou eu, um matuto, um sabichão
Com a mão na terra, me acalmo e fortaleço
Na dignidade do meu trabalho é que exerço

Sou um agricultor, sou da terra e tenho orgulho
Em constante luta no dia a dia, quase não durmo
Sou da roça, sou feliz e sou matuto.