Manhã de Domingo | A descoberta

Ao longo dos anos, eles lutaram juntos na busca do filho desaparecido. Procuraram a polícia, mas nada de resultados. Então resolveram manter a rotina e durante os 20 anos faziam as mesmas coisas.

Sempre existia a esperança do retorno do filho para que fosse extinta a dor da saudade. Justamente naquele dia, resolveram não sair de casa. Ele não tinha ido à capela rezar pela volta do filho e nem a senhora tinha se preparada para receber o filho. Como eles faziam todas as manhãs de domingo.

Depois de certo tempo, os jovens entram quarto e viram aquelas pessoas reconhecidas como exemplares tristes, mas ao mesmo tempo surpresos, pois não os esperavam naquele dia.

Os jovens olharam para o casal, que no momento encontrava-se abraçado num ato abençoado de companheirismo e de amor, e confessaram ter ouvido todo teor da conversa.

História completa AQUI