Arquivar 3 de fevereiro de 2014

Chegar ao Mar da Sabedoria

Um poeta na busca por suas personificações no mar da sabedoria
Ele navegará em um barco nomeado de conhecimento
Com uma tripulação repleta de esperança e de vida
E um trajeto radiante nomeado e chamado de fé infinita.

O clima moverá o conhecimento ao objetivo
O tempo definirá a sua vontade e persistência
Aquecendo a alma e molhando a impaciência
Num trajeto que a crença é absoluta.

A solidão traz uma sensação de inspiração enganosa
Nem todo poeta vive a amar platonicamente
A chegada ao mar da sabedoria, a cada poeta depende
Assim como, o sucesso em suas personificações.

Viva o amor

As estrelas que vivenciam os raios brilhantes do sol
A calma presente na melodia dos cânticos dos pássaros
Como a sensação expressados nos corações amados
Como a beleza expressada na elegância do girassol.

Como a sublime sensação do vento em momento de calor
Como um amanhecer brilhante e harmonioso
Como um coração na plenitude virtuoso
Como a essência presente na delicadeza de uma flor.

Como a sensação finalizada de uma maltratante dor
Como uma infinita e dignificada esperança
Viva agora, viva sempre, viva o amor.

Como o resultado do elo entre respeito, sinceridade e amor
Como uma atitude de paz e felicidade a vida
Viva agora, viva sempre, viva o amor.